O que é bom para acnes – cravos e espinhas.

Publicado em 16/05/2012

O que é bom para acnes – cravos e espinhas.

- Para se ter uma pele saudável, livre de acnes, é preciso manter alguns cuidados básicos.

O que se recomenda é:

- Muito cuidado ao apertar as espinhas, elas podem deixar cicatrizes profundas.

- Lavar o rosto suavemente com água morna.

- Evitar produtos para a pele que sejam da classe dos oleosos;

- Evitar bronzeamentos longos e produtos de auto-bronzeamento.

- Evitar espremer ou apertar as lesões;

- A acne é mais freqüente na adolescência, principalmente no período que abrange a puberdade, afetando aproximadamente a grande maioria dos jovens, (85%).

- A acne vulgar ou juvenil é uma das mais freqüentes. Normalmente é designada como espinhas, cravos

- A acne é provocada pelo bloqueio do folículo piloso que ocasiona a interrupção da secreção natural das glândulas sebáceas dos poros.

- Essa obstrução do folículo piloso, geralmente é provocada pelo aumento da secreção das glândulas sebáceas que na puberdade estão em plena atividade.  E o processo inflamatório ocorre pelo ataque de bactérias, principalmente pela bactéria “Propionibacterium acnes”, que se instala e se multiplica nesse depósito de material, dentro do folículo piloso contaminado-o.

- Na terminologia médica, a acne é denominada: comedões (preto), pápulas inflamatórias, pústulas, nódulos ou cistos.

- As áreas mais afetadas do corpo são: a face, (peito e costas), região anterior e posterior do tórax.

- Há varias formas de tratamento, inclusive aconselha-se uma boa limpeza de pele regularmente, para evitar os excessos e acúmulo de oleosidade nos poros.  Além de deixar a pele mais saudável, macia e hidratada, evita o surgimento de cravos, espinhas e pêlos encravados.

Já a esfoliação revitaliza o tecido epitelial, removendo as células mortas, desobstruindo e limpando os folículos pilosos, prevenindo e evitando o problema.

Dependendo da gravidade, o tratamento da acne pode ser classificado como:

Acne Leve

Espinhas, que surgem esporadicamente em regiões localizadas do corpo, poderão ser tratadas mais facilmente com os produtos de uso tópico, sem necessidade de tomar medicação. Um dos mais indicados, é o peróxido de benzoila, aplicada no local 2 vezes ao dia, disponível em forma de loção ou gel de 2,5% a 5%, aumentando depois da quinta semana, se não obtiver resultados, para concentração de 10%.

O ácido salicílico também é usado e os retinóides em baixas concentrações, tendo sempre o cuidado de passar a noite e fazer uso de protetor solar durante o dia (evite protetores oleosos).

Na farmacopéia popular  também são utilizados métodos alternativos como:

-Comer cebola.

- Máscara de argila.

- Uso tópico de pomada minâncora .

Acne moderada:

Atingem uma área maior do rosto ou outra região do corpo, é necessário acompanhamento por médico dermatologista, que irá passar medicação de uso tópico,  somado a um antibiótico de uso oral, receitados levando-se em consideração as características especificas de cada paciente.

Acne grave:

Neste caso a região do corpo atingida, é bem maior. Com apresentação de grande incidência de processo inflamatório com pústulas e cistos profundos podendo evoluir para cicatrizes.

Requer acompanhamento minucioso por médico dermatologista, certamente em seus receituários  incorporará o uso de retinóides orais – isotretinoína (vitamina A), combinados com alguma das terapias já citadas.

Observação:

Seja responsável, cuide de sua aparência, mas acima de tudo, atente pela sua saúde, em hipótese alguma tome medicamentos por conta própria. Consulte um dermatologista sempre.  Pois esses produtos deverão ser evitados por gestantes, além de que, o uso descontrolado poderá  complicar as funções de órgãos vitais como  o fígado,( TGO, TGP), e outros como os níveis de colesterol na corrente sanguínea.

Considerações Gerais:

- Um aspecto importante é a falta de paciência dos adolescentes com relação ao tempo de tratamento, geralmente eles querem soluções rápidas.  Porém, precisará muita calma, pois, tratamento de acne demandará no mínimo, seis meses de duração, para se obter bons resultados.

- Para prevenir o aparecimento das espinhas, evite a ingestão de alimentos gordurosos e oleosos em excesso, tais como: frituras, manteiga, salgadinhos, doces e chocolates, frutos do mar, álcool, etc.

- Embora essa gama variada de formas de tratamentos, nenhuma delas resolverá  a questão com eficiência,  se não tiver acompanhamento médico desde o início, para avaliar  cada situação e receitar o medicamento correto, para cada tipo de pele.

 

« O que é bom para limpeza da pele
O que é bom para acabar com o Chulé »

Categoria:

remedios naturaissoluções caseiras

Palavras chave:

About osvaldo

» has written 124 posts